Como a Arte pode ajudar na Timidez?

Como a Arte pode ajudar na Timidez?

Quando falamos em timidez, é comum pensarmos nisso como um defeito. Para muitos, ser tímido, principalmente na infância, representa uma desvantagem em relação a outras pessoas, porém todos temos uma personalidade e características que nos tornam únicos.

Na maioria das vezes as pessoas tímidas são observadoras e participam dos eventos de forma mais intimista, olhando de uma outra perspectiva. Além disso, as pessoas tímidas em geral são prestativas e empáticas, se colocando mais no lugar de outras pessoas.

A timidez pode atuar como um escudo protetor que nos permite não enfrentar os problemas reais, podendo ser talvez uma fuga de outra coisa. Talvez ajamos ou talvez até nos sintamos “tímidos” porque pensamos que é uma forma de evitar sermos questionados / atacados / criticados / ridicularizados.

A maioria dos tímidos é introvertida, mas nem todo introvertido é tímido. A diferença é que o tímido tem menos traquejo social para expressão individual enquanto o introvertido realmente internaliza várias questões antes de levá-las ao grupo, seja esse grupo a família, os amigos, o trabalho… muitas vezes o introvertido quer muito se expressar, mas vai formular antes as respostas na sua mente e, depois de algum tempo, levá-las à debate.

Outra forma de acabar com a timidez é reconhecer seus danos. A timidez permite que nos envolvamos em uma gaze para que não possamos soltar nossas energias criativas.

Investir em artes é uma boa alternativa para garantir o desenvolvimento adequado para as crianças, pois traz estímulos positivos, respeitando as particularidades, o tempo e o limite de cada um.

Aulas de musica, dança e teatro são ótimas opções para garantir que a expressão e a criatividade das pessoas tímidas sejam estimuladas. Além disso, as artes trabalham diversas habilidades essenciais para ajudar os mais tímidos como:

 

– Expressividade;

– autoconfiança;

– autoestima;

– autoconhecimento;

– oratória;

– expressão corporal;

– trabalho em equipe.

 

O teatro desafia a pessoa tímida pois tira da zona de conforto, instigando para que um personagem assuma aquele papel, trabalhando o corpo, a exposição, o olhar, a expressão. A verdade é que uma arte pode levar a outra, podemos começar pelo que gostar e se não der certo, recomeçar em outro tipo, sem problema algum.

A arte é inclusiva, aproxima as diferenças e traz a autenticidade pra fora. Dançar ou tocar algum instrumento pode ser difícil para alguns, mas a partir do momento que o corpo se entrega, a mente fica livre para se entregar também.

Se não se identificar com nenhuma dessas atividades artísticas ate agora, ainda restam três: a pintura, escultura e a fotografia.

Fotografar é permitir que os outros vejam o que você não conseguir dizer em palavras, hoje em dia há redes sociais próprias para isso. Escrever também é uma maneira direta de se falar o que sente e pensa, seja diretamente ou indiretamente com poesias por exemplo.

Com isso, a pessoa tímida aprende a conviver melhor se inserindo no contexto social, participando de atividades de modo natural, se divertindo e fazendo novos amigos, o que é muito benéfico a longo prazo, pois ajuda no desenvolvimento e possibilita na criação de uma pessoa mais forte, confiante e sociável, independente de ser ou não tímido a vida inteira.